baner



Enviar por E-mail

Fundamentação

O conceito de Educação para a Cultura é hoje um elemento fundamental no desenvolvimento do processo educativo e tem sido, de resto, debatido na maioria dos países europeus. As crianças, sob o ponto de vista das aprendizagens, estão confinadas a um contexto educacional quase exclusivamente orientado aos programas curriculares, não os articulando convenientemente com uma dimensão cultural que lhes permita uma formação integral e mais abrangente.

Deste modo, a Escola é atualmente colocada perante o desafio de conseguir um equilíbrio entre uma educação para a cultura e o trabalho curricular mais formal. Para este desígnio, a associação do uso das TIC e da dimensão Multimédia em contexto educativo configura hoje um elemento da maior relevância, na medida em que estas, ao integrarem o ambiente de aprendizagem, possibilitam não só o acesso mas também a produção de informação (Ponte, 2002). Além disso, tornam-no muito mais atrativo e interativo, adaptado portanto às exigências de uma comunidade educativa que adota procedimentos pedagógicos e metodológicos marcados por uma dimensão tecnológica considerável (Cunska & Savicka, 2012).

Atualmente, os alunos, a partir da utilização das TIC/Multimédia são incentivados a descobrirem significados e conhecimentos por eles próprios, operando um desenvolvimento pessoal de descobertas e aprendizagens muito relevantes; um contexto com o qual, de resto, estão já de alguma forma familiarizados, considerando a significativa componente tecnológica que existe na sociedade e na Escola, configurando uma realidade muito diferente daquela que acolheu a geração que hoje atua como seus professores. Assim, as TIC/Multimédia constituem presentemente um elemento fundamental no apoio às aprendizagens e no desenvolvimento de capacidades específicas, sendo também essenciais sob o ponto de vista do desenvolvimento humano, concretamente na evolução de ordem social, cultural, lúdica, cívica e profissional (Ponte, 2002).

A implementação do projeto Educamedia - Educação para a Cultura, tem enfoque precisamente nesta perspetiva, ou seja, potenciar e aprofundar o uso dos elementos TIC/Multimédia para a promoção dos estudos sobre cultura. Além disso responde a uma necessidade de aproximação entre as dimensões cultural e educativa. Note-se que, nos últimos anos se verificou um significativo investimento público nos sistemas da educação e da cultura, contudo, os estudos evidenciam uma realidade preocupante sobre a inexistência de uma interligação entre ambos os sistemas, ou seja, a Europa Ocidental tem boas escolas, equipadas com bons materiais das TIC, tem também as mais importantes instituições culturais, com significativas atividades na área, mas a interação entre ambos os sistemas continua a ser pouco expressiva (Nery, 2009).